Dicas e cuidados em parques de diversão

19/01/2017

Seu filho está de férias desde o início do mês e vive reclamando que não fez nada de bom ainda durante esses dias? Acalme-se, frases assim são normais de serem ditas por crianças, ainda mais se tudo o que fazem nesses dias livres é ficar em frente a uma TV ou computador. Pensando em situações como essa, estamos desenvolvendo alguns artigos sobre como o seu filho – e você também, óbvio – podem aproveitar esse período maravilhoso que são as férias.

É claro que diversos pais vão alegar que, mesmo no período longe da escola, seus filhos não devem deixar de estudar, pois, afinal, o estudo é muito importante para o seu futuro. Porém, o que muitos deles não sabem é que o ócio é tão importante quanto o estudo para qualquer pessoa, inclusive às crianças. Isso se deve ao fato de que, nesse momento onde não se faz nada, a criatividade é desenvolvida em outros ramos. Para esse estímulo acontecer, diversas opções podem ser escolhidas, como cozinhar, ir à praia, colônia de férias, oficinas de artesanato e muitas outras.

Pepila Moda Infantil

Além dessas opções, há também a curtição em família em lugares específicos, como um piquenique no parque, uma sessão de cinema para assistir aquele filme infantil que estreou ou um parque aquático para dar conta do calor. No artigo de hoje, trazemos mais uma opção de diversão não só para o pequeno, mas também para você, mamãe e/ou papai: um parque de – pasmem! – diversão!

Assim como no caso dos aquáticos, o Brasil tem vários parques temáticos espalhados por toda a sua extensão. Dentre alguns, vale citar os seguintes:

  • Beto Carrero World, em Penha (SC).
  • Hopi Hari, em Vinhedo (SP).
  • Beach Park, em Aquiraz – próximo de Fortaleza (CE).
  • Snowland, em Gramado (RS).

Para aproveitar a maior parte do que esses lugares oferecem, é preciso tempo e disposição, pois muitas vezes filas precisarão ser enfrentadas, bem como o deslocamento de um brinquedo a outro poderá desgastar não só você, mas também o seu filho. Diante disso, vamos te dar algumas dicas de como aproveitar um parque de diversão da melhor maneira possível, pois não queremos ninguém triste e dizendo que não conseguiu ir em um determinado brinquedo porque ele era impróprio à criança (devido a sua altura ou algo do gênero).

E então, vamos lá? 🙂

Pesquise tudo antes de sair de casa

Se a internet existe, é para ser usada a seu favor. Portanto, pesquise tudo sobre os diferentes parques de diversão que existem na região em que você mora, bem como se informe bastante sobre o que for escolhido. Verifique os dias que possuem menor fluxo de pessoas – normalmente são os primeiros da semana – e o tempo médio de espera na fila para usufruir dos brinquedos. Lembre-se que, normalmente, os mais radicais tem mais procura, como, por exemplo, a montanha-russa.

Pepila Moda Infantil

Se o seu filho ainda é pequeno, pondere se é realmente importante levá-lo nessa idade a um lugar como esse em que estão pensando ir. Dizemos isso porque o ideal é levar uma criança a um parque de diversão quando ela já sabe andar. Além disso, alguns parques não possuem em seu interior brinquedos para crianças menores de 4 anos, o que acaba impossibilitando o seu filho de ir em várias atrações.

Outra questão importante é com relação a quantidade de dinheiro que se deve levar. Alguns parques não permitem a entrada de comidas e bebidas – a não ser que você esteja com um bebê, nesse caso as papinhas são permitidas. Então, já vá preparado para gastar relativamente bastante para comer, pois normalmente as comidas de parques assim não são baratas. Fora a comida, os parques também possuem lojas de souvenir, isto é, lembrancinhas que, muitas vezes, acabam te rendendo na hora da compra.

Foque somente no necessário

O uso de uma mochila prática pode ser fundamental para o seu passeio. Nela, coloque o básico de dinheiro (leve em conta o que citamos acima), uma muda de roupa extra (para casos de brinquedos com água) e o que mais julgar importante. Não se esqueça de que a caminhada será longa, pois você, muito provavelmente, irá andar de lá para cá dentro do parque.

Com relação ao vestuário, certifique-se de que está com roupas leves, mas não folgadas. No caso das crianças, veja se as roupas seguem os quatro princípios básicos que citamos em um outro artigo aqui no blog: conforto, qualidade, preço e modelos – afinal, ninguém vai querer colocar uma roupa super cara na criança, quando ela só vai querer saber de alegria, diversão e brincadeira, certo? Sobre os sapatos: nada de chinelo! Ou você quer perdê-los quando estiver de ponta cabeça, lá no looping da montanha-russa? O ideal é usar um tênis leve!

Pepila Moda Infantil

Lembre-se de aplicar protetor solar em você e nos pequenos e reaplicá-lo a cada duas horas. Com as enormes filas a serem enfrentadas, provavelmente vocês ficarão debaixo de sol intenso. Além do protetor, leve uma garrafa de água e ofereça várias vezes à criança, pois com o êxtase do momento, ela com certeza vai esquecer de te pedir.

Em caso de desaparecimento, não se desespere

Perder uma criança em meio a uma aglomeração não é tão difícil assim, mas nesses casos, a calma se faz necessária. Muitas vezes pode ser complicado manter-se calmo diante de situações assim, mas faça o possível.

Para que um acidente desses seja evitado, em primeiro lugar, converse com a criança sobre isso. Instrua-a quem ela deve procurar, caso se perca dos pais, e faça, também, uma pulseira de identificação – com dados como nome da criança e nome/telefone dos pais – para que ela use. Além disso, quando for a um brinquedo que seu filho não poderá ver, veja se um adulto (de preferência de sua confiança) pode ficar vigiando ele para você.

Pepila Moda Infantil

Gostou das dicas? Tem alguma diferente para compartilhar? Então mande aqui nos comentários que a gente vai ler com o maior prazer!

Referências:

Deixe sua resposta

Curta nossa página!