Decoração: existe uma hora certa para mudar o quarto do bebê?

28/06/2017

Qual a hora certa para fazer a transição do quarto de um bebê para o juvenil? Existe uma idade correta? Essa transformação deve ser feita de uma hora para a outra? Pensando na comodidade dos pequenos — que crescem rápido! —, a Pepila espera com este artigo, ajudar e guiar os pais, principalmente os de primeira viagem, através desse assunto que vai muito além da questão decorativa. Afinal, os bebês, as crianças, os adolescentes, todos crescem, mudam os seus gostos e, na maioria dos casos, precisam de um espaço condizente com a idade. Ou seja: conforme os pequenos crescem é muito interessante que o quarto cresça com eles.

O básico é planejar o quarto sem exagerar na decoração e móveis, manter o local com facilidade de adaptação, a menos que se tenha dinheiro para fazer uma real transformação no quarto durante todos os períodos da vida dos filhos, essa dica é muito útil. O que não significa montar um quarto sem graça, é possível investir com inteligência e criar um ambiente agradável aos olhos e às necessidades das crianças.

Muitos fatores justificam a necessidade de passar o quarto do bebê para um quarto de criança. Abaixo destacamos três deles:

– Uma cama própria: até por volta dos três anos, muitos pais costumam dormir com o bebê entre eles, na cama do casal, o que é muito gostoso, no entanto chegará um momento onde ficará complicado ter uma criança mais crescida entre eles. Para isso, uma mudança no quarto, em geral com decorações e itens que chamem a atenção dos pequenos, costuma surtir um efeito positivo para a criança adquirir carinho pelo espaço e esquecer-se da cama compartilhada, adotando a sua própria cama.

– Um novo filho: caso a idade entre os dois filhos do casal não seja grande, o que possibilita o uso de itens e móveis do quarto do primeiro filho no quarto da segunda criança, uma boa saída é atualizar o espaço da criança maior enquanto se mantém uma mesma base — e uma certa economia financeira — para o quarto do novo filho. Isso pode ser feito, inclusive, durante várias etapas da vida.

– O berço pode ser um perigo: cada criança tem o seu próprio ritmo de desenvolvimento, que será acompanhado de perto pelos pais e os médicos responsáveis, em dado momento, existe o perigo dos bebês pularem as grades do berço e, assim, poderem se machucar. Por esse motivo, muitos pais gostam de investir em camas ou mini camas infantis.

Dicas Úteis

A primeira regra é: não existem regras. Cada caso, cada criança, deve ser avaliado exclusivamente. Algumas mudanças podem acontecer mais cedo, outras mais tarde, não importa. Deve-se sempre ter em mente o bem-estar e a segurança das crianças.

Pensando em oferecer opções e dicas úteis aos pais, elaboramos a lista abaixo, com indicações que podem fazer a diferença na hora de montar ou transformar o quarto dos bebês e crianças.

– Incluir uma mesa para a criança desenhar, pintar ou brincar pode ser um móvel útil. Vale certa atenção durante a aquisição de uma mesinha, o ideal seria encontrar uma que possa ser usada por alguns anos antes de precisar ser trocada.

– Reutilizar os móveis que já estão no quarto. Se desde a primeira decoração, os pais tiverem em mente que as crianças crescerão e precisarão que o lugar cresça com eles, uma ótima opção é planejar os móveis para serem reutilizados.

– Alguns especialistas defendem trocar as cores, geralmente mais claras e calmas, dos quartos de bebês por cores mais quentes e vibrantes, que estimulem a criatividade da criança.

– É importante deixar um espaço livre para a criança, ou seja, a diminuição de móveis também é bem-vinda. Assim, as crianças terão um lugar confortável para brincar dentro do próprio quarto.

– Papéis e adesivos para as paredes podem ser uma boa opção, ao invés de trocar a pintura com a mesma frequência.

– Segurança em primeiro lugar! Evite deixar tomadas sem protetores, as camas sob a janela e procure proteção para as quinas dos móveis, alguns já vem arredondados. Todo o cuidado é pouco, lembre-se que as crianças estarão num período de descobertas e aventuras.

Cada família precisará decidir a melhor hora para acontecerem as mudanças, cada caso, cada criança, deve ser analisada pelo pais de um jeito.

Em geral, o quarto de uma criança precisa ser um espaço que estimule o seu desenvolvimento e também seja um local de descanso, aconchegante. Existem inúmeras maneiras de preparar o quarto, mas deve-se levar em consideração criança por criança.

De toda forma, é realmente importante ter, dentro do quarto, um espaço para o descanso e relaxamento, outro para brinquedos e brincadeiras, e, também, uma parte para estimular os estudos e a leitura. É indicado que a criança possua um espaço para organizar seus brinquedos e pertences, nesse caso, podem ser reutilizados as cômodas utilizadas na decoração do bebê — desde cedo a criança aprende a ser organizada.

Não há uma hora exata para todas as crianças, cada mudança deve acontecer ao seu tempo, para isso, basta que os pais estejam sempre próximos de seus filhos.

 

Deixe sua resposta

Curta nossa página!